sábado, julho 26, 2008



sophia de mello breyner, poesia (1944)

11 Comments:

Anonymous Pastel de Nata said...

A doutora gostava de comer um pastel de nata com um estranho? Tinha de ser com muito açúcar e uns grãos de canela num fim de tarde quente e com o sol a queimar a cara.

12/05/2008 6:45 da tarde  
Blogger le temps des cerises said...

com certeza não é estranho nenhum, para dirigir a mim nesses termos... deve ser só alguém que ignora o facto da canela ser uma casca e não um grão.

12/05/2008 7:45 da tarde  
Anonymous Pastel de Nata said...

Tenho um jeito natural para confundir tudo, de qualquer modo fica a saber que o grão é uma unidade de medida, mas já dizia alguém mais vale a ignorância que um saber vaidoso. E o nosso café?

12/06/2008 11:22 da manhã  
Anonymous ni said...

dois em um...

12/07/2008 4:16 da tarde  
Blogger le temps des cerises said...

caríssimo pastel de nata, se de facto me conhecer de algum lado com certeza que terá forma de me contactar e identificar-se. garante-se anonimato.

12/08/2008 12:10 da manhã  
Anonymous Pastel de Nata said...

nunca consegui comunicar contigo,estas palavras que não dizem nada e tanto querem dizer servem para dizer que estou vivo, noutro continente que não o nosso, longe de tudo e de todos, numa espécie de desintoxicação mental se é que ainda é possível salvar esta alma que há muito se perdeu.

12/10/2008 6:19 da tarde  
Blogger le temps des cerises said...

não me dá muito jeito ir tomar café ao senegal...para quando lisboa?

12/11/2008 12:34 da manhã  
Blogger O diabo está nos detalhes said...

excelente esta desconversação do pastel de nata! :)

em todo, tenho uma questão: "agoirio"?

1/12/2009 6:14 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

não era preciso tanto, não era preciso ser assim, estavas a espera de que? Queres que responda a perguntas das quais nem eu sei a resposta.

1/12/2009 7:29 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

(in)felizmente, de ti já há muito tempo que eu deixei de esperar o que quer que fosse. quanto muito, um bocadinho de honestidade, mas isso talvez seja eu a pedir demais.

1/13/2009 7:47 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Tudo bem.

1/14/2009 8:56 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home